Tem gente que sente sono, preguiça e também se sente pesado depois das refeições – isso não é normal.

  • 90% das vezes é a consequência de quem come acima da capacidade digestiva e, ainda por cima, comidas gordurosas.
  • No entanto, há quem coma apenas alimentos naturais e leves, mas não escapa do refluxo e indigestão.

Os motivos talvez sejam estes:

1. Beber muito líquido enquanto come

  • É bom tomar água para ajudar na digestão dos alimentos, mas bastam alguns goles.
  • O problema é que tem gente que exagera e bebe alguns copos.
  • Isso acaba diluindo o ácido clorídrico, que é essencial para processar os alimentos e transformá-los em nutrientes.

2. Comer amidos e proteínas em excesso

  • Bife com purê de batata ou hambúrguer e batatinha frita, por exemplo, são combinações perigosas.
  • Grande quantidade de trigo (pão, massas, arroz, batata…) com proteínas (peixe, frango, ovos, carne…) ao mesmo tempo pode causar gases, refluxo e indigestão.
  • Os amidos têm um processo digestivo diferente das proteínas.
  • O resultado disso é que, quando os dois estão misturados, acabam fermentando e liberando gases que inflamam nosso estômago.
  • A saída é não misturá-los ou consumir primeiro o amido e só depois a proteína.
  • Procure completar a refeição com vegetais, que são alimentos muito fáceis de digerir.
-- publicidade --

3. Beber água gelada com alimentos

  • Já falamos de líquidos durante a refeição, mas o maior problema é quando eles estão gelados.
  • Água gelada, por exemplo, prende os vasos sanguíneos, diminuindo a capacidade do corpo para digerir os alimentos e absorver os nutrientes – tudo complica quando o alimento se trata de alguma gordura mais sólida.
  • O resultado disso é que o corpo gasta energia para regular a temperatura corporal e dedica menos para o processo digestivo.

A solução é tomar líquidos na temperatura ambiente ou uma bebida morna, como chá de hortelã ou água de limão.

  • Eles são ótimos para a digestão.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

[in:curapelanatureza.com]




DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui