Imagem de: Contêiner vira câmera fotográfica nas mãos de fotógrafo inglês

Contêiner vira câmera fotográfica nas mãos de fotógrafo inglês

Brendan Barry é um fotógrafo inglês cujo desenvolvimento artístico vai muito além da captura de imagens pelas suas lentes. Recentemente, transformou um contêiner inteiro em uma câmera fotográfica, com um estúdio de revelação em seu interior.

O artista é famoso por criar câmeras com objetos inusitados. Em seu currículo de criações, aparecem aparatos fotográficos construídos em abóboras, melões, cabeça de manequins, lego, melancia e até um pão caseiro! Ele leva a fotografia para outro nível, mostrando que a arte não precisa se dar apenas no produto resultante da captura, mas também em tudo o que se encontra por trás das lentes.

Em um pequeno documentário sobre o projeto, Brendan conta como foi o processo de criação do contêiner: “envolveu a transformação de um contêiner de transporte em uma câmera gigante, com uma câmara escura embutida – um espaço de ensino viável capaz de produzir grandes impressões fotográficas analógicas tradicionais. Estacionei ele em Northernhay Gardens, em Exeter, onde moro, e passei 3 semanas fazendo imagens com ele.”

Durante o período em que a câmera esteve exposta, instituições de caridade e centros educacionais foram convidados a participar de workshops, onde aprenderam a imprimir fotografias analógicas com a gigantesca câmera. Nos demais dias, ela foi aberta ao público, oferecendo às pessoas a oportunidade de experimentarem o processo tradicional de criação de imagens. Para finalizar, o espaço foi transformado em uma galeria onde todas as imagens feitas dentro dele foram exibidas.

-- publicidade --

O fotógrafo também conta que se diverte com as diferentes reações das pessoas ao tirar um retrato apontando uma câmera feita de melancia ou contêiner, por exemplo, pois acaba captando reações diferentes do que se está acostumado.

Mas não se engane ao pensar que o contêiner foi a maior câmera que Brendan já produziu. Em maio deste ano, o artista transformou o 46° andar inteiro do arranha-céus Park Avenue de Manhattan. Além de capturar imagens, o andar se tornou uma instalação artística e espaço educativo para estudos fotográficos.

Qual será o próximo projeto que Brendan Barry tem em mente?

Contêiner vira câmera fotográfica nas mãos de fotógrafo inglês




DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui